(457)
Economia e Pesquisa
Apresentação
Índice de vendas
Ranking Abras
Abrasmercado
Índice de Tíquete Médio
Perdas
Líderes de venda
Pesquisas Sazonais
Boletim de Economia
» Artigo Economia
 
Você está em:

Economia e Pesquisa

Um semestre de preços mais altos 21/08/2018 16:11:20


Por Clarice Dias


No sexto mês de 2018, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atingiu 1,26%, o maior desde janeiro de 2016 (que foi de 1,27%). O índice geral de preços foi impulsionado pela alta nos alimentos, transporte e habitação. Especificamente em relação ao grupo de alimentos e bebidas, a alta foi de 2,03%.


Já no acumulado do primeiro semestre, o índice geral registrou 2,60% de crescimento, enquanto o grupo de alimentos e bebidas somou 2,94%. Para efeito de comparação, no mesmo período de 2017, o índice geral havia registrado alta de 1,18% e, no caso de alimentos e bebidas, houve deflação de -0,03%.


A alta nos preços dos produtos, no primeiro semestre, teve fatores previsíveis, como o período de entressafra, e não previsíveis, como a paralisação dos caminhoneiros, que impulsionou a alta dos alimentos, em junho de 2018, e impactará no resultado do PIB. A propósito, há exemplos de alimentos que foram impactados por ambos os fatores, como é o caso do leite, que teve alta de 13,80% no primeiro semestre, ante 2,78% em relação ao ano anterior. 


O aumento já era previsto em virtude do período de entressafra e pela alta no preço do litro pago ao produtor, mas a greve dos caminhoneiros contribuiu para esta alta e tende a continuar impactando, pois, além de muitos produtores terem descartado o leite em suas propriedades e, até mesmo, nas rodovias, medidas como racionamento na dieta dos animais foram adotadas no período pelos produtores devido a escassez de insumos.


Isso poderá comprometer os picos de lactação dos animais e a produtividade no longo prazo. Assim, o que podemos esperar para o início do segundo semestre, em relação ao setor lácteo, é oferta limitada por conta de adversidades no clima e encarecimento dos grãos. Esses fatores deverão manter a alta nos preços dos laticínios e seus derivados. Essa tendência é indicada por uma grande parte dos entrevistados pelo Cepea.


No entanto, uma outra parcela prevê uma estabilidade nos valores dos lácteos, tendo em vista a dificuldade dos consumidores em absorver a alta dos preços.



 

Últimas

» Um semestre de preços mais altos 21 de Agosto 2018, 16h11
» Devagar a gente chega 25 de Julho 2018, 16h12
» Investimento da indústria é fonte de esperança para os brasileiros 27 de Junho 2018, 03h10
» Oportunidades com a Copa do Mundo 07 de Junho 2018, 15h59
» A confiança está de volta e a vontade de investir também 10 de Maio 2018, 14h09
» Consumo das famílias cresce em 2017 e contribui para o aumento do PIB 10 de Abril 2018, 17h41
» Para frente Brasil, que atrás vem gente 09 de Março 2018, 13h09
» Previsão de sol para a economia em 2018 02 de Fevereiro 2018, 20h15
» Números positivos da indústria contagiam mercado de trabalho 09 de Janeiro 2018, 20h15
» ...3, 2, 1 para a retomada do emprego 18 de Dezembro 2017, 20h16

Ver mais »