Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Marketing

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Marketing

09/09/2016 09:37 - Com fim da recessão, comércio aposta em fortes vendas para o Natal

Comércio aposta que, com o fim da recessão, consumidores tendem a ampliar as compras. Por isso, decide reforçar os estoques




Com a confiança dos consumidores em alta, varejistas já estão se preparando para o Natal. Para eles, a data comemorativa — a principal em termos de vendas — deverá render ganhos melhores em comparação a 2015, quando a recessão se alastrou. No início de setembro do ano passado, os comerciantes nem pensavam nas encomendas à indústria. Agora, a ordem é reforçar os estoques. “É claro que o varejo não terá uma retomada forte neste Natal. Mas deverá registrar um crescimento pequeno, o que será um ganho e tanto depois de um período tão longo de retração nas vendas”, disse o presidente do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), Roque Pellizzaro Júnior.

Após frustrações nas datas comemorativas do primeiro semestre — o Dias das Mães e a Páscoa foram frustrantes —, Pellizzaro garante que os lojistas estão melhores adaptados à realidade de desemprego em alta e queda dos rendimentos das famílias. “Os varejistas adequaram o mix de produtos e a estrutura de financiamento das vendas dentro desse novo perfil. As empresas estão conseguindo projetar um Natal sabendo que o consumidor terá uma renda menor disponível. Mas isso não desanima. Há uma luz no horizonte, o que não víamos até bem pouco tempo”, afirmou.

A perspectiva é de que ocorram mais transações nas lojas, mas com valor médio menor. Ou seja, será um Natal de mais lembrancinhas. Em 2015, segundo a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e o SPC Brasil, o tíquete médio das mercadorias foi 22% menor que o verificado em 2014, já descontada a inflação do período. Embora ainda não seja possível precisar quanto o gasto médio cairá este ano, Pellizzaro reforçou que o recuo está contratado. “Os próprios departamentos de móveis e eletrodomésticos já mexeram na estrutura. Estão mais voltados para vender produtos mais baratos, que, nos bons tempos, dificilmente eram encontrados nas lojas no fim de ano”, frisou.



Veículo: Diário de Pernambuco

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

07/11/2019 15:25 - Nestlé anuncia nova linha de chocolates orgânicos no Brasil
17/10/2019 11:23 - Estação da Sé com cheirinho de linguiça no ar
22/08/2019 15:53 - Presidente da Santa Clara recebe medalha durante a abertura da 38ª Expoagas
11/07/2019 12:22 - Lala termina litígio com francesa Lactalis, que compra Itambé
08/07/2019 14:51 - Heineken com Novo Filme
08/07/2019 14:50 - Vendas de produtos para o inverno aumentam na região de Itapetininga
08/07/2019 14:50 - Mercadinhos de bairro driblam concorrência dos 'atacarejos de vizinhança'
05/07/2019 15:46 - Minalba Brasil anuncia novo posicionamento de marca
02/07/2019 15:56 - Linea Alimentos lança plataforma de e-commerce, ampliando canal de experimentação
25/03/2019 18:14 - Promoção Se Liga na Limppano

Veja mais >>>