Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Tecnologia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Tecnologia

23/07/2018 11:57 - Aplicativos ajudam na hora de fazer as compras

O mundo está cada vez mais digital e as pessoas gastam mais tempo de olho nas telas todos os dias. Só no Brasil, 116 milhões estão conectados à internet. Esse número representa 64,7% de toda a população, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C) do IBGE.

 

Segundo o estudo, o celular tornou-se o principal meio de acesso à web no País, somando 94,6% dos internautas. Com o mundo ao alcance das mãos, cada vez mais pessoas optam pelos aplicativos para realizar diversas tarefas diárias como pagar uma conta ou estudar. E uma dessas tem se destacado: compras de supermercado.

 

Diversos aplicativos facilitam a vida do consumidor nesta rotina essencial, mas que pode demandar um tempo precioso. As redes varejistas estão atentas a esse mercado. O Pão de Açúcar vem desde 2017 aumentando sua presença digital. Já é possível fazer compras com descontos personalizados, evitar filas e até pagar com o Apple Pay. “Além de incentivar a experiência digital e integrar o online com a loja física, essas funcionalidades reforçam o compromisso do Pão de Açúcar em trazer vantagens reais e exclusivas aos seus clientes fidelidade”, explica Teodoro Ornelas, Diretor de Promoções, Fidelidade e CRM do GPA.

 

Todas as funcionalidades são pensadas para acompanhar as mudanças do consumidor. Até a lista de compras anotada em papel já está com os dias contados. Os aplicativos têm uma funcionalidade que organiza uma lista personalizada, de acordo com o histórico de compras nas lojas das redes Extra e Pão de Açúcar, por exemplo. “O ‘Minha Lista’ faz parte da estratégia digital que a companhia vem apostando desde o ano passado, que compreende o incentivo cada vez maior para consumidores aproveitarem as vantagens dos canais on e off-line ao realizar suas compras”, comenta Ornelas.

 

As startups também estão apostando nesse setor. O MeuCarrinho, por exemplo, é ótimo para criar listas e comparar preços e produtos. Os gastos podem ser salvos e acessados no histórico de compras. O app foi criado em parceria com o Buscapé, o que garante uma grande variedade de lojas e itens cadastrados. Com o escaneamento de produtos, é possível ler os códigos de barras e comparar o preço em diferentes locais.

 

Outro destaque nessa área é a Rappi. Criada na Colômbia, a empresa se define como “delivery de comida, mercado e entregas. O aplicativo funciona em parceria com estabelecimentos como supermercados, farmácias e serviços de “caixa eletrônico” para saques de até R$ 300. Na categoria “Qualquer Coisa” o consumidor pode colocar qualquer produto desejado, desde que lícito e disponível em algum comércio aberto àquela hora. Por hora, a empresa atende São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Curitiba. Mas há planos de expansão para o Centro-Oeste.

 

Fonte: O Hoje

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

17/07/2019 16:33 - Crescimento do comércio eletrônico abre espaço para novas lojas virtuais
17/07/2019 16:07 - 77% dos clientes utilizam smartphones nos supermercados
17/07/2019 16:05 - Aplicativos de varejo ganham espaço entre brasileiros em busca de renda
16/07/2019 12:31 - O mundo on-line e o físico cada vez mais próximos
16/07/2019 12:30 - O omnichannel é a melhor chance para a evolução do varejo
16/07/2019 12:24 - Crianças determinam consumo familiar e opções de lazer
10/07/2019 17:00 - Ponto físico precisa se transformar digitalmente, diz diretor do Carrefour
10/07/2019 16:58 - Varejo: experiências digitais aumentam receita das marcas
08/07/2019 14:52 - Cerca de 2/3 dos jovens no Brasil já compram pelo celular, diz estudo
05/07/2019 15:52 - Número de sites de e-commerce dão salto de 37,5%

Veja mais >>>