Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Tecnologia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Tecnologia

18/05/2017 12:44 - Comparador Buscapé vai virar marketplace

São Paulo - O Buscapé vai passar este ano por uma de suas maiores mudanças. A plataforma, que permite apenas que o cliente compare preços, será transformada em marketplace. Com o novo posicionamento, que dará a possibilidade de finalizar a compra no site, o grupo quer estar presente em toda a cadeia do consumo on-line.

 

Para dar suporte a estratégia, através do desenvolvimento de outras 'verticais' e soluções, a empresa criou, no início do ano, a área de novos negócios. A frente da divisão, Ricardo Gazetta afirmou ao DCI que a perspectiva com a 'evolução', que deve ocorrer no segundo semestre, é que o marketplace seja a principal fonte de receita do grupo.

"No primeiro ano imaginamos um movimento ainda tímido e menos de 10% da receita deve vir do marketplace. Mas no universo de cinco anos ele deve ser a principal linha de receita da empresa, representando mais de 50%".

 

O vice-presidente de novos negócios do Buscapé contou ainda que o aporte da Naspers (fundo que controla a companhia desde 2009) tem sido massivo na estratégia. "É uma aposta bem pesada do investidor. Bastante dinheiro e com um retorno agressivo". O executivo não abre a previsão da empresa sobre o impacto da mudança no crescimento da receita deste ano, mas diz que deve ser 'significativo'.

 

A estratégia de incorporar o modelo de marketplace vai de encontro, segundo Gazetta, com o novo posicionamento do Buscapé, que quer fazer parte de toda a cadeia de consumo do cliente: desde a geração de tráfego até a compra. "Queremos preencher toda a cadeia estratégica do consumo virtual. O marketplace é o último ponto, mas se pensarmos em todo o caminho até o consumidor chegar lá, é onde o Buscapé quer estar presente."

 

Para ocupar esse espaço, o executivo diz que a empresa vai avaliar qual será o melhor caminho: se através de parcerias comerciais, ou, em alguns casos, aquisições. "A área de novos negócios tem destinado cerca de 30% de todo o investimento em projetos. O que possibilita essa flexibilidade para decidir entre uma estratégia de parcerias, aquisições ou desenvolvimento interno", diz.

 

Outras verticais

A migração ao modelo de marketplace não ficará restrita ao site Buscapé e ocorrerá também em outras 'verticais' da empresa, como o agregador Moda it. O site de moda, que entrou no portfólio do grupo em 2012, também será transformado em marketplace este ano. "A aposta na vertical ocorre por serem itens de alta recorrência e com baixo valor agregado. Há uma demanda grande por esses produtos."

 

Nesse sentido, o Buscapé tem planos de ingressar também em outros segmentos de alta recorrência, como o ramo de autopeças, medicamentos e alimentação. A empresa ainda não tem nada definido, de acordo com ele, mas possui bastante interesse em entrar nos três segmentos - também pelo formato de marketplace.

 

Sobre as perspectivas para o Moda it, Gazetta diz que a empresa vislumbra que só a vertical represente 10% do faturamento total do grupo dentro de cinco anos. Além do site, estão dentro do guarda-chuva da área de novos negócios: o programa de afiliados Lomadee, o site de cupons de desconto Save Me e o Buscapé Viagens. Atualmente, o Lomadee é o que tem a maior representatividade, em termos de receita.

 

No ano fiscal de 2016, finalizado em março deste ano, o Lomadee viu uma alta nas vendas de 28%. Com cerca de 120 anunciantes, a companhia gerou R$ 1,6 bilhão de receita para os clientes e mais de R$ 35 milhões para os cerca de 300 mil produtores digitais afiliados. Segundo Gazetta, a perspectiva é que o Lomadee triplique de tamanho até 2022.

 

 

 

Fonte: DCI São Paulo


 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

05/12/2018 11:31 - Vendas Online: Financeiras, lojistas e empresas antifraude juntas contra golpe no Natal
28/11/2018 11:24 - Black Friday cresce 18% e gira R$ 2,9 mi só na internet
27/11/2018 11:41 - Ebit|Nielsen: e-commerce fatura R$950 mi no fim de semana pós-black friday
26/11/2018 12:03 - E-commerce cresce 23% na Black Friday 2018, afirma Ebit Nielsen
22/11/2018 11:36 - Venda online deve romper barreiras e fisgar os receosos para ganhar espaço
06/11/2018 12:09 - Magazine Luiza lucra 29% mais no 3º tri com crescimento de vendas puxado por e-commerce
30/10/2018 14:08 - Compras de supermercado em aplicativo levam comodidade aos clientes
29/10/2018 11:41 - Apenas 8% dos brasileiros revendem celulares usados de modo profissional
19/10/2018 12:17 - 63% trabalham com celular fora da empresa
16/10/2018 15:27 - Ebit|Nielsen: e-commerce cresce 5% e fatura R$1,82 bi no dia das crianças

Veja mais >>>