Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Sustentabilidade

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Sustentabilidade

11/08/2015 11:49 - Sacolões municipais de São Paulo dão sacolinha fora do padrão

Dois dos três sacolões municipais da região central de São Paulo continuam distribuindo sacolinhas que descumprem as regras definidas pela própria administração Fernando Haddad (PT).A medida, em vigor desde abril, diz que comerciantes devem oferecer somente as sacolas nas cores verde e cinza, feitas com material renovável.

Os sacolões Avanhandava e Bela Vista, porém, distribuem uma versão verde clara e sem as inscrições sobre reciclagem. As unidades são gerenciadas por uma contratada da prefeitura –demais funcionários são permissionários.

Segundo a resolução, as sacolinhas plásticas devem seguir uma série de especificações sobre composição, tamanho, espessura e peso suportado. Além disso, devem respeitar a identidade visual estabelecida, com informações sobre coleta seletiva e tipo de material que podem acondicionar, por exemplo.

Segundo a gerente do mercado da rua Avanhandava, Núbia Souza, o fornecedor das sacolinhas garantiu que elas estavam de acordo com as regras. "Se estamos sendo enganados, eu não sei", diz.O estabelecimento tem as novas sacolas verde e cinza, mas essas ficam embaixo do balcão e são pouco usadas. "Se formos usar as novas, vamos ter que cobrar. O cliente não quer pagar por elas."

A empregada doméstica Viviane Ribeiro, 40, embala um pedaço de melancia com a sacola verde do Avanhandava e a alça se rompe. A operadora do caixa, então, pega uma das sacolinhas regulamentadas debaixo do balcão –elas devem suportar até 9,99 kg– e embala o produto."É a primeira vez que me dão a sacolinha nova por aqui, mas foi só para a melancia", conta Viviane.

No Sacolão Municipal Bela Vista, na rua Jaceguai, a funcionária Geralda Diniz mostra um estoque de sacolinhas cinzas, mas diz que ainda não são usadas porque as antigas não acabaram.No Sacolão Municipal Brigadeiro, as novas sacolas são distribuídas.

OUTRO LADO

De acordo com a gestão Haddad, os sacolões que ainda distribuem as sacolas antigas receberão "advertência por escrito e a cobrança imediata da troca de sacolas".

As punições em caso de descumprimento são advertência por escrito, suspensão por até sete dias –podendo dobrar em caso de reincidência– e revogação do TPU (termo de permissão de uso).

Segundo a prefeitura, mercados e sacolões são administradas por funcionários ligados diretamente à Abast (Supervisão Geral de Abastecimento) ou à subprefeitura.



Veículo: Jornal Folha de S.Paulo

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

18/10/2019 11:59 - Cerveja Carlsberg lança primeira garrafa de papel do mundo
17/10/2019 11:48 - Uso de canudo pode gerar multa de até R$ 5,3 mil
17/10/2019 11:45 - Consumo consciente ainda é desafio para brasileiros
15/10/2019 12:05 - Unilever vai reduzir uso de embalagens plásticas
15/10/2019 12:05 - Estabelecimentos comerciais do Pará tem prazo para parar de usar sacolas plásticas
14/10/2019 16:42 - Plastivida e Pão de Açúcar lançam Projeto de Reciclagem do Isopor®
14/10/2019 12:07 - Consumidor do varejo busca por marcas sustentáveis
10/10/2019 11:40 - Sustentabilidade é a terceira principal preocupação do consumidor, diz estudo
09/10/2019 17:09 - Coca-Cola produz primeiras garrafas com plástico retirado dos oceanos
09/10/2019 11:50 - Sustentabilidade: empresas se engajam no combate as mudanças climáticas

Veja mais >>>