Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Sustentabilidade

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Sustentabilidade

09/04/2015 10:22 - Prefeitura de SP vai regulamentar uso de sacolas plásticas nos shoppings

Secretário diz que sacola distribuída pelas lojas não é usada para jogar lixo
Projeto ainda em estudo prevê que elas sejam biodegradáveis

 



A Prefeitura de São Paulo vai criar um decreto de lei para regulamentar o uso de sacolas plásticas distribuídas em lojas de roupas e outros tipos de estabelecimentos comerciais que não são utilizadas para o descarte de lixo. A data da publicação da resolução não foi divulgada.

A lei das sacolinhas passou a vigorar no último domingo (5), com início de fiscalização e das multas. No entanto, nenhuma multa foi aplicada até a manhã desta terça-feira (7).

“Ela [sacola das lojas] não vai ser reutilizada para coleta seletiva, por isso não precisa ser verde ou cinza”, afirmou Simão Pedro, secretário municipal de Serviços. “Pelo entendimento rigoroso da lei, elas estão proibidas. Agora, elas precisam ser enquadradas. Ela tem outra finalidade, outra reutilização, não é para coleta seletiva. Agora, no nosso entendimento devem ser feitas com composição de bioplástico, vai ter uma normatização”, ressaltou.
Ela [sacola das lojas] não vai ser reutilizada para coleta seletiva, por isso não precisa ser verde ou cinza"
Simão Pedro, secretário municipal de Serviços

Um grupo de trabalho composto pela Prefeitura estuda há pelo menos 5 meses como será essa regulamentação. As novas sacolas plásticas são compostas por 51% de material biodegradável, norma que deve ser aplicada futuramente às sacolas distribuídas nos shoppings de São Paulo. No entanto, as embalagens poderão ser de qualquer cor e manter o logotipo das lojas.

“A lei municipal proíbe a distribuição das sacolinhas brancas, mas incentiva as sacolas reutilizáveis”, afirmou. Segundo Simão, o foco da lei é a proibição da distribuição das sacolinhas convencionais nas padarias, farmácias e supermercados. No entanto, ele ressalta que todos os estabelecimentos comerciais estão passíveis de multa.

Balanço

A cidade de São Paulo gasta R$ 2 bilhões por ano com limpeza de ruas e coleta, o que corresponde a 4,5% do seu Orçamento. Atualmente, 150 toneladas de lixo são recicladas e 68% dos domicílios são atendidos pela coleta seletiva. Até junho, serão 250 toneladas recicladas.

A proposta é que, até o fim de 2016, todos os distritos sejam atendidos pela coleta seletiva. Ao todo, 4 centrais mecanizadas, além de 20 manuais e 40 cooperativas reciclam 10% de todo o lixo produzido na capital paulista.

De acordo com Simão Pedro, os sacos pretos utilizados para jogar lixo poderão ser utilizados para a coleta comum, como ocorre atualmente.



Veículo: Portal G1

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

18/10/2019 11:59 - Cerveja Carlsberg lança primeira garrafa de papel do mundo
17/10/2019 11:48 - Uso de canudo pode gerar multa de até R$ 5,3 mil
17/10/2019 11:45 - Consumo consciente ainda é desafio para brasileiros
15/10/2019 12:05 - Unilever vai reduzir uso de embalagens plásticas
15/10/2019 12:05 - Estabelecimentos comerciais do Pará tem prazo para parar de usar sacolas plásticas
14/10/2019 16:42 - Plastivida e Pão de Açúcar lançam Projeto de Reciclagem do Isopor®
14/10/2019 12:07 - Consumidor do varejo busca por marcas sustentáveis
10/10/2019 11:40 - Sustentabilidade é a terceira principal preocupação do consumidor, diz estudo
09/10/2019 17:09 - Coca-Cola produz primeiras garrafas com plástico retirado dos oceanos
09/10/2019 11:50 - Sustentabilidade: empresas se engajam no combate as mudanças climáticas

Veja mais >>>