Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Sustentabilidade

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Sustentabilidade

20/01/2015 19:39 - Grupo Natural da Terra investe em ações de sustentabilidade e prevenção de perdas

Com mais de 200 mil clientes atendidos por mês em suas oito lojas na cidade de São Paulo, e um faturamento de R$ 240 milhões em 2014, o grupo Natural da Terra reforçou o compromisso com a sustentabilidade de sua operação ao criar, em 2012, a área de Prevenção de Perdas que, além de atuar na redução de desperdício, tem o objetivo de disseminar esta cultura em todo o grupo. "Nossa meta é tornar todas as áreas conscientes e com informações atualizadas sobre os impactos que as perdas trazem, não só nos resultados quanto na geração de resíduos. Desde a implantação do programa, o montante de perdas já foi reduzido em mais de 50%", comemora Fábio Febraio, responsável pela área. 


Outra medida implantada no início do segundo semestre de 2014 foi o controle semanal da quantidade de resíduos gerados pela operação do grupo, tanto orgânicos quanto, mais recentemente, recicláveis. Como resultado, os volumes têm sido reduzidos cada vez mais. Antes da implantação do programa, o volume de produtos descartados era de 200 toneladas mês, e hoje foi reduzido a 184 toneladas mês, mesmo com o crescimento do volume de vendas em 7,3% no mesmo período. Além disto, os materiais recicláveis agora são separados e destinados ao processo de aproveitamento, onde são 100% reciclados e reinseridos na cadeia produtiva, gerando inclusive receita para o grupo.



Otimização de alimentos
De acordo com Francisco Piauí, gerente de operações, especialista em FLV, para um grupo como o Natural da Terra, que tem como marca registrada a oferta de frutas, legumes e verduras frescas, de qualidade superior, é primordial contar com um programa de processamento de alimentos no ponto. "Cerca de 25% do que o grupo vende é processado e pelo menos 30% disto são alimentos maduros e que no processo normal de varejo seriam descartados. No Natural da Terra temos uma seção chamada Preparação de FLV, que processa estes alimentos garantindo qualidade e praticidade. Por exemplo, um mamão maduro vira suco, legumes no ponto são higienizados, cortados ou picados e folhagens viram saladas", destaca o gerente.

Outro destino das FLVs maduras é abastecer os refeitórios que atendem os 1.450 funcionários do grupo. "Além de utilizarmos os alimentos maduros para reprocessamento e comercialização, boa parte deles também é utilizada em nossos refeitórios, o que nos permite garantir uma alimentação de qualidade, saudável e de baixo custo para o grupo. Com isso, o custo dos insumos de uma refeição no grupo não passa de R$ 3,50, sem incluir a mão de obra. Sem estes insumos, o valor chegaria ao dobro", conclui.

Iniciativas em desenvolvimento
Ainda em relação ao aproveitamento de alimentos, o Natural da Terra instituiu um programa de doação de produtos maduros e compostagem de lixo orgânico, sendo esta última pioneira na cidade de São Paulo.

Em logística, o Natural da Terra tem cerca de 40% da frota e 50% do consumo de combustível já atendido de acordo com os padrões mundiais de emissão de poluentes, pois opera com veículos modernos que utilizam óleo diesel S10, ou seja, óleo combustível de última geração, que é utilizado na Europa e alguns países da América Latina, em conformidade aos rígidos limites existentes para emissão de poluentes no mundo e que aqui no Brasil são estabelecidos na legislação Proconve7/ Conama e o equivalente na Europa, pela Euro 5, ambas com o objetivo de reduzir drasticamente a emissão de poluentes.


Sobre o Natural da Terra
Nascido da união de quatro sócios que atuavam no varejo de produtos frescos, como frutas, legumes e verduras, em 2001, o Grupo Natural da Terra é um caso de sucesso, tendo alcançado a liderança no segmento de hortifrúti em São Paulo, com faturamento anual de R$ 240 milhões. Desde a entrada em operação com a sua primeira unidade, em Moema, o grupo vive uma trajetória de crescimento, e hoje conta com oito lojas em bairros nobres da cidade de São Paulo.


Para garantir uma identidade diferenciada, em um setor com concorrentes que vão desde feiras livres até hipermercados, o Natural da Terra investiu na conquista do público de alto poder de consumo, que prioriza qualidade e conforto. Aspectos como boa localização, atendimento personalizado e instalações sofisticadas, aliados a serviços como estacionamento gratuito, manobristas, empacotador, lanchonete e degustações, garantiram ao Natural da Terra um público fiel, que chega a 300 mil clientes ao mês, e proporciona um crescimento de 18% de vendas ao ano.



Assessoria de Comunicação do Natural da Terra

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

18/10/2019 11:59 - Cerveja Carlsberg lança primeira garrafa de papel do mundo
17/10/2019 11:48 - Uso de canudo pode gerar multa de até R$ 5,3 mil
17/10/2019 11:45 - Consumo consciente ainda é desafio para brasileiros
15/10/2019 12:05 - Unilever vai reduzir uso de embalagens plásticas
15/10/2019 12:05 - Estabelecimentos comerciais do Pará tem prazo para parar de usar sacolas plásticas
14/10/2019 16:42 - Plastivida e Pão de Açúcar lançam Projeto de Reciclagem do Isopor®
14/10/2019 12:07 - Consumidor do varejo busca por marcas sustentáveis
10/10/2019 11:40 - Sustentabilidade é a terceira principal preocupação do consumidor, diz estudo
09/10/2019 17:09 - Coca-Cola produz primeiras garrafas com plástico retirado dos oceanos
09/10/2019 11:50 - Sustentabilidade: empresas se engajam no combate as mudanças climáticas

Veja mais >>>