Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Notícias Abras

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Notícias Abras

09/05/2018 10:27 - Temer diz que quem for contra o governo terá de dizer: 'Sou contra essa inflação ridícula de 3%'

Ao abrir nesta segunda-feira encontro do setor supermercadista em São Paulo, o presidente Michel Temer aproveitou a plateia de empresários para reforçar o discurso pré-eleitoral e mandar um recado a adversários do governo. Fazendo uma defesa enfática do legado de sua administração, Temer empenhou-se em reforçar sucessivamente as falas do ex-ministro e presidenciável do MDB Henrique Meirelles, que o acompanhou no evento.

 

No discurso, Temer defendeu, por exemplo, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabeleceu um teto para os gastos públicos. "Quem se opõe o governo tem que dizer: 'Primeiro, eu sou contra a emenda dos gastos públicos. Quero gastar tudo o que posso'", declarou o presidente, para a plateia de empresários que integram a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e a Associação Paulista de Supermercados (Apas).

 

"Quem vai se opor ao governo tem que dizer: olha, sou contra essa inflação ridícula de menos de 3%. Tem que dizer, olha, eu quero 11%. Sou contra essa taxa Selic de 6,5%. Acho melhor aquela de 14,75%.

 

Temer voltou a reivindicar o crédito, também, pela recuperação de empresas estatais, tais como o Banco do Brasil e a Petrobrás. "Lembrem-se que a Petrobrás, dois ou três anos atrás, era quase um palavrão." Temer ressaltou que o governo seguirá na tarefa de reerguer o País. Acrescentou, entretanto, que o sucesso da iniciativa depende de "animação".

 

O presidente comparou o Brasil à Argentina, lembrando que a inflação no país vizinho atinge a marca de 25%, enquanto a taxa de juros está em 40%. "O Meirelles disse em seu discurso que nós fizemos em dois anos o que era para ter sido feito em oito anos (...). Mas com toda a modéstia de lado, eu acho que em dois anos fizemos o que se esperava em 20 anos", disse Temer.

 

O presidente ressaltou o fato de não ter aumentado impostos desde que assumiu. E mandou um recado aos críticos do governo. "Nós temos dois anos de governo e não houve aumento de impostos. Quando chegamos, falava-se muito na CPMF, e nós tem tocamos no assunto", disse Temer, em referência à Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira, cuja recriação vinha sendo estudada no fim da gestão da ex-presidente Dilma Rousseff.

 

Em um afago aos empresários, Temer disse que os resultados alcançados em seu governo não se devem apenas à administração federal, mas reflete também a atuação da iniciativa privada. Dizendo ter tomado uma "injeção de ânimo" ao participar do evento da Abas,

 

"O Brasil tem que se orgulhar daquilo que está acontecendo no nosso Brasil. Mas isso não se deve apenas à ação do governo. Até acho que é menos à ação do governo e mais à ação da iniciativa privada", disse, acrescentando que os supermercados, em especial, servem de termômetro para a economia.

 

"Os senhores podem se preparar para vender cada vez mais. Porque a confiança na economia está de volta. O Brasil, com todas as dificuldades, retomou o caminho do crescimento. E não é qualquer crescimento. É um crescimento responsável. É um crescimento que se sustenta no tempo. Como disse o Meirelles, nós não produzimos medidas populistas. Produzimos medidas responsáveis", disse Temer.

 

Fonte: Agência Estado

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

11/02/2019 18:48 - Unecs apresenta principais pleitos de 2019 ao vice-presidente, Hamilton Mourão
11/02/2019 12:41 - Convenção ABRAS começa dia 19 de março no RJ
08/02/2019 19:19 - ABRAS participa da Fruit Logistica 2019 na Alemanha
07/02/2019 17:21 - Preço da cesta básica da região Norte cai em 2018
06/02/2019 16:51 - Supermercados crescem menos do que o esperado em 2018
06/02/2019 16:50 - Supermercados têm alta real de 2,07% em vendas
06/02/2019 16:49 - Alta das vendas em supermercados fica aquém das previsões
06/02/2019 16:47 - Confiança de empresários sobe em dezembro para maior nível desde 2014, diz Abras
06/02/2019 16:46 - Salto de 13% nos atacarejos amortece retração nos hiper, super e vizinhança
06/02/2019 16:44 - Só atacarejo avança na venda de alimentos

Veja mais >>>