Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

05/11/2019 12:34 - Empréstimo pessoal é dívida que mais leva consumidor a ter nome sujo, diz SPC

O empréstimo pessoal feito em bancos e financeiras é a dívida que mais leva os consumidores a ficarem com o nome sujo, aponta levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CNDL). Dos consumidores que têm esse tipo de crédito, 68,8% estão negativados.

 

Ainda segundo a pesquisa, o crediário, seja carnê, boleto ou cartão de loja, fica em segundo lugar: 67,9% dos endividados nessa modalidade estão nas listas de devedores. Na sequência, vêm o cartão de crédito (66,6%), o cheque especial (51,9%) e o financiamento de automóveis (51,7%).

 

Por outro lado, o aluguel é o compromisso financeiro mais honrado. Dos entrevistados, 84,2% dizem estar com essa conta em dia. Em seguida, vêm o plano de saúde (82%), o condomínio (77,8%), a TV por assinatura e a internet (73%) e as contas de água e/ou luz (71,6%).

 

Porém, o que estudo mostra que a quantidade de consumidores que conseguem manter essas contas em dia diminuiu em relação ao ano passado, com exceção do aluguel. Em 2018, 82,1% estavam com o aluguel em dia, contra 89,4% que pagavam o plano de saúde, 86,1% o condomínio, 75% a TV por assinatura e a internet e 79% as contas de água e/ou luz.

 

"A incapacidade de pagar os compromissos em dia tem levado muitos brasileiros a fazer um tipo de rodízio para escolher qual conta pagar naquele mês. Normalmente, o consumidor prioriza o pagamento de contas básicas e de serviços essenciais, como água e luz", diz em nota o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli.

 

Não paga, mas também não negativa

 

Entre as dívidas que estão atrasadas, mas que não negativadas, os empréstimos informais tomados com parentes e/ou amigos lideram: 33,3% dos entrevistados dizem estar nessa situação. Em seguida, vêm as mensalidades de escola ou faculdade (26,2%), cheque especial (24,1%), crediário (20,8%) e cartão de crédito (17%). 

A pesquisa ouviu 600 pessoas, entre 13 de junho e 1º de julho deste ano, em todas as capitais do país.

 

Controle de gastos

 

Para a economista-chefe do SPC, Marcela Kawauti, o cenário econômico não está ajudando o brasileiro a manter as finanças em ordem, mas também falta controle do orçamento e das contas. 

"Boa parte das pessoas não costuma organizar seus gastos, fazendo compras além de suas possibilidades financeiras, que muitas vezes transformam-se em dívidas difíceis de serem pagas", diz em nota.

 

Para quem já está com as contas atrasadas e pensa em pegar um empréstimo para quitá-las, a economista recomenda cuidado. 

"Só é interessante quando se troca uma dívida cara por outra mais barata. Ou seja, quando o consumidor substitui o valor das dívidas que cobram juros elevados, como cartão de crédito, por exemplo, por outra com valores mais baixos, como empréstimo consignado. Caso contrário, os juros podem fazer com que as parcelas dos empréstimos fiquem inviáveis", observa.

 

Fonte: G1 - Economia

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

19/11/2019 12:38 - Feriados devem causar perda de R$ 11,8 bilhões ao varejo em 2020
19/11/2019 12:33 - 4,8 milhões de desempregados buscam trabalho há pelo menos 1 ano
19/11/2019 12:31 - Desemprego fica estável no RJ, mas ainda atinge cerca de 1,3 milhão de pessoas, diz IBGE
19/11/2019 12:30 - ANTT republica tabela de frete e inclui pedágio no cálculo do preço mínimo do transporte
19/11/2019 12:10 - SP é único estado com queda do desemprego no 3º trimestre, diz IBGE
19/11/2019 12:09 - Mais de três milhões buscam emprego há mais de 2 anos, diz IBGE
19/11/2019 12:08 - Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação
19/11/2019 12:06 - Lei da Liberdade econômica deve ser aplicada, diz presidente do Sebrae
19/11/2019 12:05 - Mercado passa a ver Selic a 4,25% em 2020
19/11/2019 12:04 - IGP-M passa a cair 0,01% na 2ª prévia de novembro, diz FGV

Veja mais >>>