Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

27/08/2019 11:01 - Liberação do FGTS deve injetar bilhões na economia

As incertezas da economia afetam diretamente o planejamento da iniciativa privada no país. E, dentro da cadeia produtiva, um dos alicerces mais impactados, com um cenário instável, é o de armazenagem. No atual momento, por exemplo, o varejo passa por um período de otimismo com a injeção de até R$ 30 bilhões a partir da liberação de R$ 500 nas contas ativas e inativas do FGTS, perspectiva essa que pode ser ampliada, visto que, no Congresso Nacional, deputados e senadores apontam na direção de aprovar saques imediatos com cifras maiores.

 

“As empresas precisarão rever o armazenamento dos seus estoques para atender o aumento da demanda. Resolver isso com estruturas estáveis de alvenaria acaba sendo insuficiente e haverá a necessidade de buscar soluções emergenciais. É nesta hora que as soluções flexíveis de armazenagem se mostram essenciais para as companhias que precisam atuar com cenários imponderáveis”,  explica Sergio Gallucci Parisi, diretor Comercial e de Marketing da Tópico, empresa que é atualmente responsável por 65% do market share do setor de infraestrutura flexível para cobertura e armazenagem no Brasil.

 

A Tópico tem 40 anos de mercado, e possui no Brasil mais de 2,5 milhões de metros quadrados instalados de estruturas modulares metálicas cobertas por uma membrana (lona) antichamas com durabilidade de até 40 anos. A empresa tem diversas soluções para a armazenagem dos mais variados tipos de carga e mostra-se uma solução taylormade para a delicada equação entre custo e benefício, tão crítica hoje para os segmentos que lidam com a sazonalidade e a instabilidade da economia.

Performa.AI

 

Rapidez e sustentabilidade

 

O executivo ressalta um benefício imediato para a necessidade de soluções emergenciais: menos burocracia com relação a construção em alvenaria. Soluções flexíveis como as da Tópico ficam disponíveis para uso em, no máximo, 30 dias, enquanto uma construção em alvenaria com mil m² gasta, em média, para ficar pronta, cerca de três meses, levando em conta procedimentos como aprovações, licenças e inspeções. As estruturas são dinâmicas e permitem, por exemplo, que se altere o layout de acordo com a necessidade, por conta de sua modularidade, evitando que a empresa fique com o ativo ocioso

 

“Além da liberação do FGTS, há outras datas próximas que impactam o varejo, do ponto de vista de planejamento, como o Black Friday, o Dia das Crianças e o Natal. O que a companhia vai fazer se previu um cenário pessimista e o quadro apontar para outro caminho?”, questiona Gallucci.

 

Há, ainda, a redução de impactos ambientais. A instalação de infraestruturas flexíveis economiza no uso de água, eletricidade, equipamentos e terraplanagem. Completa Sergio Gallucci: “Nossas soluções são simplificadas, se adaptam a qualquer tipo de piso e são obras limpas, não gerando  resíduos e a necessidade de descarte”.

 

Fonte: E-commerce News

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

14/11/2019 17:07 - Recuperação de crédito ao consumidor cresce 3% em outubro
14/11/2019 16:49 - Presentes de Natal devem injetar R$ 60 bilhões na economia
14/11/2019 16:48 - Pagamento de abono salarial para nascidos em novembro começa nesta quinta
14/11/2019 16:47 - Fim de ano abre milhares de vagas temporárias e esporádicas
14/11/2019 16:46 - Festas de fim de ano vão injetar R$ 60 bilhões na economia
14/11/2019 16:44 - Vendas do varejo crescem 0,7%, revela pesquisa do IBGE
14/11/2019 16:43 - Negros são maioria entre desocupados e trabalhadores informais no país
14/11/2019 16:42 - Atividade econômica cresce 0,91% no terceiro trimestre
14/11/2019 16:42 - Safra de bons resultados sugere melhoras na economia
14/11/2019 16:41 - Via Varejo tem prejuízo de R$244 mi no 3º tri

Veja mais >>>