Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

09/08/2019 14:12 - IGP-DI acumula inflação de 5,56% em 12 meses, diz pesquisa da FGV

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) caiu 0,01% em julho, após a alta de 0,63% em junho. Com isso, acumula alta de 4,39% no ano e de 5,56% em 12 meses. Em julho de 2018, o índice havia subido 0,44% e acumulava 8,59% em 12 meses. Os dados foram divulgados hoje (8), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

 

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,22% no mês, após subir 0,83% em junho. Por estágios de processamento, o grupo Bens Finais teve queda de 0,53% em julho, após taxa de -0,43% em junho. O subgrupo alimentos in natura foi o principal responsável pelo recuo, indo de 2,67% em junho para -5,56% em julho.

 

No índice de Bens Finais (ex), que exclui combustíveis e lubrificantes para a produção, a taxa subiu 0,26% em julho, após queda de 0,02% em junho. A redução foi mais acentuada no grupo Bens Intermediários, que passou de -0,52% para -1,10%, tendo como principal responsável o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, no qual a taxa havia subido 1,16% em junho e agora caiu 1,10%. No cálculo de Bens Intermediários (ex), a queda foi de 0,86% em julho, depois de subir 0,65% no mês anterior.

 

As Matérias-Primas Brutas subiram 1,14%, após alta de 3,92% em junho. Contribuíram para a desaceleração a soja, que passou de 5,10% para -3,01%; a cana-de-açúcar, que foi de 3,97% para -1,62%; e o leite in natura, que havia subido 0,33% e agora caiu 6,90%. O acumulado de 12 meses do IPA está em 6,48%.

 

IPC

 

Também segundo o Ibre/FGV, o Índice de Preços ao Consumidor – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,31% em julho, após cair 0,02% em junho. O acumulado em 12 meses é de 3,87%.  O grupo Habitação deu a principal contribuição para a alta, passando de -0,10% para 1,02%, com a maior alta na taxa da eletricidade residencial, que passou de -2,21% para 5,56%. Alimentação também teve alta, indo de -0,09% para 0,35%, com grande influência das frutas (-4,02% para 3,38%), gasolina (-2,53% para -1,93%) e alimentos para animais domésticos (-1,78% para 2,32%).

 

Apresentaram desaceleração na variação os grupos Educação, Leitura e Recreação (0,85% para -0,03%), Vestuário (0,49% para -0,24%), Comunicação (0,24% para 0,03%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,41% para 0,38%).  Por último, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 0,58% em julho, depois do acréscimo de 0,88% no mês anterior.

 

O acumulado de 12 meses está em 3,82%. Materiais e Equipamentos passaram de 0,05% para 0,24%, Serviços foram de 0,24% para 0,34% e Mão de Obra estava em 1,57% em junho e fechou julho com 0,84%.

 

Fonte: Agência Brasil

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

11/12/2019 19:27 - IGP-M na 1ª prévia de dezembro sobe 1,83%, ante 0,08% na 1ª de novembro, diz FGV
11/12/2019 19:26 - Comércio varejista registra a sexta alta consecutiva em outubro
09/12/2019 18:14 - Média de juro do cheque especial fecha 2019 menor que no início do ano
09/12/2019 17:41 - Cade Aprova Compra da Marba pela Seara
09/12/2019 17:38 - Fim de semana da Black Friday cresceu vendas em 9,9%
09/12/2019 17:21 - Mercado aumenta estimativa de inflação e de crescimento da economia em 2019
06/12/2019 17:34 - Feijão sobe mais do que carne em um ano, mas impacto na inflação é menor
06/12/2019 17:26 - Inflação de serviços passa de 0,19% em outubro para 0,20% no IPCA de novembro
06/12/2019 17:18 - Caixa libera saque do FGTS para não correntistas nascidos em setembro e outubro
06/12/2019 13:17 - Inflação alta em novembro gera dúvida sobre redução de juro pelo Copom

Veja mais >>>