Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

05/08/2019 14:30 - Inflação para famílias de baixa renda sobe 0,43% em julho

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), divulgado hoje (5) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), subiu 0,43%, em julho. Com isso, o índice, que mede a inflação para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos ficou 0,5 ponto percentual acima de junho, mês em que o IPC-C1 registrou recuo de 0,07%.

 

No acumulado do ano, o índice registra alta de 3,16% e somados os últimos 12 meses o IPC-C1 subiu 4,04%. Já o IPC-BR, que mede a variação da inflação junto às famílias com rendimento de até 33 salários mínimos, variou 0,31% em julho e acumula alta de 2,73% no ano e de 3,87% nos últimos 12 meses.

 

No mês, quatro das oito classes de despesa que compõem o índice registraram crescimento. A habitação variou de -0,24% para 1,32%; alimentação passou de -0,16% para 0,20%; despesas diversas foi de -0,23% para 0,40%; e transportes variou de -0,38% para -0,24%.

 

Os principais destaques foram a tarifa de eletricidade residencial, que passou de -2,30% para 6,42%; arroz e feijão variaram de -3,97% para -0,84%; alimentos para animais domésticos subiram  -1,36% para 1,98%; e gasolina teve variação de -2,67% para -1,86%.

 

No sentido inverso, com recuo na taxa de variação, o grupo vestuário passou de 0,60% para -0,28%; educação, leitura e recreação de 0,78% para 0,16%; Saúde e Cuidados Pessoais estavam com alta de 0,31% e passaram para 0,28%; e comunicação desacelerou de 0,07% para 0,04%.

 

Os destaques nos recuos foram as roupas, com variação de 0,71% para -0,43%; passagem aérea caiu de 22,85% para -2,20%; serviços de cuidados pessoais foram de 0,38% para 0,05%; e pacotes de telefonia fixa e internet variaram de 0,46% para 0,10%.

 

No acumulado de 12 meses, o IPC-C1 registra alta de 5,74% na classe de alimentação, de 5,24% em educação, leitura e recreação e de 4,92% em transportes. Os menores acumulados são nas classes comunicação, com 0,02%, despesas diversas somaram 1,58% e habitação subiu 2,48% em um ano.

 

Fonte: Agência Brasil

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

05/12/2019 17:18 - Dieese: Preço da carne sobe em 17 capitais; alta em Vitória foi de 19,4%
05/12/2019 17:09 - IPC-C1 sobe 0,56% em novembro ante queda de 0,12% em outubro, revela FGV
05/12/2019 17:03 - Percentual de famílias com dívidas sobe para 65,1% em novembro
05/12/2019 13:27 - MP 892 perde a validade
05/12/2019 13:22 - Preços de alimentos sobem no mundo com impulso de carnes e óleos vegetais, diz FAO
05/12/2019 13:17 - Cesta básica sobe em 9 de 16 capitais e carne fica mais cara em todas as regiões do país
04/12/2019 12:40 - Melhoria no mercado de trabalho ajuda a impulsionar o consumo das famílias
04/12/2019 12:40 - Economia brasileira deve se recuperar lentamente em 2020
04/12/2019 12:28 - Congresso vai barrar projeto do governo que ameaça inclusão de deficiente
04/12/2019 12:27 - Atividade no comércio tem aumento de 2,9% em outubro, diz Serasa

Veja mais >>>