Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

12/07/2019 15:20 - Juros abrem em queda leve após Previdência; varejo confirma fraqueza do PIB

Os juros futuros recuaram na abertura da sessão desta quinta-feira, 11, voltando a se aproximar das mínimas intraday da quarta-feira, quando muitos agentes colocavam nos preços suas apostas sobre a votação do texto-base da reforma da Previdência. Pouco depois, as taxas marcavam máximas ainda que mantivessem o viés de baixa, com exceção do DI para janeiro de 2021 que passou a oscilar perto do último ajuste com viés de alta.

 

O movimento é restrito. Os dados do varejo divulgados pelo IBGE confirmaram a fraqueza da atividade econômica, mas não chegam a mudar as apostas para o corte da Selic na reunião do Copom em julho. O varejo restrito teve retração de 0,1% em maio ante abril, sendo que a mediana era positiva em 0,20%. Às 9h17, o DI para janeiro de 2021 marcava 5,58% ante 5,59% na máxima intraday e 5,58% no ajuste de quarta. O DI para janeiro de 2025 exibia 6,83% ante 6,86% no ajuste de quarta. O dólar em queda ante o real contribui para o ajuste para baixo nas taxas.

 

Na comparação com maio de 2018, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 1% em maio de 2019. Nesse confronto, as projeções iam de queda de 1,50% a alta de 2,80%, com mediana positiva de 1,30%. As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 0,7% no ano. Em 12 meses, houve avanço de 1,3%. No varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, subiram 0,2% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal.

 

O resultado veio aquém da mediana (0,4%) do intervalo das estimativas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast. O intervalo ia de uma queda de 0,30% a uma alta de 1,90%. Na comparação com maio de 2018, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram alta de 6,4% em maio de 2019. Nesse confronto, as projeções eram de avanço de 2,5% a 9,2%, com mediana positiva de 6,3%, portanto, também o dado veio abaixo da mediana.

 

Na agenda internacional, os destaques são as leituras do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de junho e do resultado fiscal dos Estados Unidos. Ainda que não seja o principal indicador de inflação monitorado pelo Federal Reserve, o resultado do CPI nesta quinta será observado pelos agentes globais. É mais um elemento de formação do cenário dos Estados Unidos num momento em que o presidente do banco central americano, Jerome Powell, adotou um discurso com sinalizações "dovish", como noticiado na quarta. Powell será sabatinado às 11h no Comitê Bancário do Senado.

 

 

Fonte: Terra

 

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

13/09/2019 11:03 - Dia do Cliente e Semana do Brasil: como vender mais nas novas datas do varejo
13/09/2019 11:02 - Varejo e setor de serviços podem puxar a melhora na produção industrial
13/09/2019 11:01 - Mesmo com resultado negativo do IBC-Br, tendência é de recuperação gradual da economia
13/09/2019 11:01 - Indicador mostra alta de 2,6% no consumo de bens da indústria em julho
13/09/2019 11:00 - Quase 10 milhões de pessoas usarão dinheiro do FGTS para pagar dívidas
13/09/2019 11:00 - Caixa estende horário de atendimento amanhã e abre no sábado
13/09/2019 10:59 - Transporte público de SP aceitará cartões de crédito e pode puxar micropagamentos
13/09/2019 10:59 - Economistas veem ligeira piora no rombo primário de 2019 e 2020
13/09/2019 10:57 - BNDES eleva para R$1,1 tri estimativa de investimentos no Brasil até 2021
12/09/2019 11:42 - Inflação em agosto foi maior para as famílias mais pobres

Veja mais >>>