Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

05/11/2018 11:34 - Economistas reduzem projeção para inflação este ano a 4,4%, com pressão menor de administrados

As perspectivas do mercado para a inflação neste ano voltaram a cair, com recuo nas contas para a alta dos preços administrados, enquanto os economistas que mais acertam as previsões passaram a ver a Selic mais baixa em 2019, na primeira pesquisa Focus do Banco Central realizada após a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) na eleição presidencial.

 

O levantamento divulgado nesta segunda-feira mostrou que a expectativa agora é de uma inflação de 4,40 por cento em 2018 ante 4,43 por cento estimados na semana anterior, com os preços administrados subindo 7,55 por cento, de 7,68 por cento anteriormente.

 

A expectativa para a alta do IPCA em 2019 permaneceu em 4,22 por cento, com a inflação dos administrados em 4,80 por cento. O centro da meta oficial para este ano é de 4,50 por cento e, para 2019, de 4,25 por cento. A margem de tolerância para ambos os anos é de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

 

No Focus, a perspectiva para o dólar este ano foi ajustada a 3,70 reais de 3,71 reais anteriormente, permanecendo em 3,80 reais para 2019. Para a economia, não houve mudanças nas projeções de um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano de 3,36 por cento e de 2,50 por cento em 2019.

 

Esta foi a primeira pesquisa realizada semanalmente pelo BC junto a mais de 100 economistas com projeções feitas depois do segundo turno da eleição à Presidência da República, no dia 28 de outubro.

 

Bolsonaro defendeu compromisso com a responsabilidade fiscal, em discurso ecoado pelo economista Paulo Guedes, que comandará o Ministério da Fazenda no novo governo, afirmando que buscará zerar o déficit fiscal e colocará a reforma da Previdência como prioridade.

 

O levantamento do BC mostrou ainda que não mudou a perspectiva de que a Selic terminará este ano a 6,5 por cento e 2019 a 8 por cento. O Top-5, grupo dos que mais acertam as previsões, também vê a taxa básica de juros a 6,5 por cento em 2018, mas reduziu a conta para 2019 a 7,5 por cento, de 7,88 por cento na mediana das projeções.

 

Fonte: Reuters

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

10/12/2018 14:50 - Varejo terá melhor dezembro em 10 anos, diz FecomercioSP
10/12/2018 14:38 - Atividade do comércio recua 0,5% em novembro
10/12/2018 13:12 - Consumo: Amigo secreto reduzirá gastos do Natal
10/12/2018 13:11 - IPC-S reduz queda a 0,06% 1ª quadrissemana de dezembro, diz FGV
10/12/2018 13:11 - Tendência é dos índices de inflação ficarem sob controle no curto prazo
10/12/2018 13:10 - Focus: Economistas passam a ver Selic mais baixa em 2019 com cenário de inflação cada vez mais fraca
10/12/2018 12:11 - Confira o álbum de fotos do Carrinho Agas 2018
10/12/2018 11:58 - Chocolate se fortalece e se estabelece como presente de Natal no Brasil
10/12/2018 10:33 - Kantar Worldpanel: Consumo de cerveja cresce no Brasil
07/12/2018 11:27 - Conab divulga produtos com descontos no financiamento de agricultores em dezembro

Veja mais >>>