Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

29/10/2018 11:41 - Tesouro Nacional: Endividamento recua em setembro

O estoque da dívida interna brasileira recuou 0,07%, ao passar de R$ 3,630 trilhões em agosto, para R$ 3,628 trilhões em setembro, mostram dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), divulgados na última semana.

 

Isso ocorreu devido ao resgate líquido de R$ 26,77 bilhões, compensado, em parte, pela apropriação positiva de juros, de R$ 24,22 bilhões. Dentre os detentores da dívida interna, as instituições financeiras, os fundos de investimentos e os estrangeiros diminuíram participação no endividamento do País.

 

No caso das financeiras, o estoque foi reduzido em R$ 3,96 bilhões, passando de R$ 830,82 bilhões para R$ 826,87 bilhões. Assim, a participação relativa do grupo passou de 22,88% para 22,79%.

 

Os fundos de investimento, por sua vez, também diminuíram seu estoque, em R$ 5,76 bilhões, alcançando R$ 948,53 bilhões em setembro. Este é o grupo com maior participação relativa: 26,14% no mês.

 

Já os não-residentes apresentaram queda de R$ 9,21 bilhões em seu estoque, o que levou a participação relativa do grupo de 11,92% para 11,67%. Observa-se que os não-residentes possuem 89,80% de sua carteira em títulos prefixados, enquanto a carteira da Previdência é composta de 51,86% de títulos vinculados a índices de preços.

 

Aumento

 

Por outro lado, o grupo Previdência apresentou variação positiva em seu estoque, passando de R$ 911,87 bilhões para R$ 919,90 bilhões, entre agosto e setembro. Com isso, sua participação relativa subiu para 25,35%, diz a STN. Já o governo apresentou participação relativa de 4,20% em setembro e o estoque das seguradoras encerrou o mês em R$ 144,76 bilhões.

 

A dívida total (que inclui o endividamento externo e interno) apresentou redução, em termos nominais, de 0,16%, de R$ 3,785 trilhões, em agosto, para R$ 3,779 trilhões, em setembro. Esta variação deveu-se ao resgate líquido, no valor de R$ 26,73 bilhões, descontado parcialmente pela apropriação positiva de juros, no valor de R$ 20,55 bilhões.

 

Somente com relação à dívida externa, houve redução de 2,34% sobre o estoque apurado em agosto, encerrando o mês de setembro em R$ 151,12 bilhões (US$ 37,74 bilhões), sendo R$ 136,71 bilhões (US$ 34,14 bilhões) referentes à dívida mobiliária e R$ 14,42 bilhões (US$ 3,60 bilhões), à dívida contratual.

 

Fonte: DCI

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

23/08/2019 11:50 - Informalidade do mercado de trabalho limita avanço da produtividade no Brasil
23/08/2019 11:49 - Produção da indústria sobe 9,6 pontos, acima da média histórica
23/08/2019 11:49 - Arrecadação chega a R$ 137,7 bi em julho, melhor resultado desde 2011
23/08/2019 11:48 - Entenda as principais mudanças da MP da Liberdade Econômica
23/08/2019 11:47 - Ministério da Economia reduz gastos para garantir serviços essenciais
23/08/2019 11:45 - Confiança do Comércio cresce 3,2 pontos em agosto
22/08/2019 11:24 - Black Friday do Brasil já tem mais de 300 empresas participantes
22/08/2019 11:23 - Confiança do consumidor sobe, mas ainda há cautela para gastar
22/08/2019 11:22 - Prévia da inflação fica em 0,08% em agosto, aponta IBGE
22/08/2019 11:21 - Expectativa dos consumidores para inflação anual cai em agosto

Veja mais >>>