Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

12/07/2018 12:36 - Inflação da 3ª idade tem alta de 2,3%

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou variação de 2,30%, no segundo trimestre de 2018.

 

De acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), em 12 meses, o IPC-3i acumula alta de 5,14%. Com este resultado, a variação do indicador ficou acima da taxa acumulada pelo IPC-BR, que foi de 4,43% no período.

 Na passagem do primeiro trimestre para o segundo trimestre de 2018, o IPC-3i registrou acréscimo de 1,41 ponto percentual, passando de 0,89% para 2,30%.

 

Seis das oito classes de despesa componentes do indicador registraram aumento no período. A principal contribuição para o avanço partiu do grupo Habitação, ao passar de 0,07% para 3,08%.

O item que mais influenciou o comportamento desta classe foi tarifa de eletricidade residencial, que variou 13,97%, no segundo trimestre, contra -2,05%, no anterior.

 

Contribuíram também para o avanço da taxa do IPC-3i os grupos: Alimentação (1,41% para 2,50%), Saúde e Cuidados Pessoais (1,59% para 2,55%), Transportes (1,61% para 2,39%), Vestuário (-0,02% para 1,05%) e também Comunicação (-0,13% para 0,09%).

Em contrapartida, os grupos Educação, Leitura e Recreação (0,73% para -0,98%) e Despesas Diversas (0,62% para 0,35%) apresentaram decréscimo no mês passado.

 

Índice de preços

A FGV divulgou também que o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,41%, no primeiro decêndio de julho, registrando taxa inferior a apurada em junho, quando o índice havia subido 1,50%.

 

Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) variou 0,34%, no primeiro decêndio de julho. No mesmo período do mês de junho, o índice havia sido de 2,06%.

Na análise por estágios de processamento, os preços dos Bens Finais variaram 0,59% em julho, após registrarem alta de 1,98% no mês anterior.

 

Contribuiu para o movimento o subgrupo alimentos in natura (de 9,70% para -8,60%.) O índice correspondente aos Bens Intermediários variou 2,22%, contra 2,76%. A principal influência para este recuo partiu do subgrupo suprimentos (de 5,46% para 1,73%).

 

Fonte: DCI São Paulo

 

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

21/09/2018 17:03 - Brasil gerou em agosto 110,4 mil empregos com carteira assinada
21/09/2018 11:38 - Intenção de consumo sobe com fatores macro
21/09/2018 11:09 - Cerca de 60% das famílias do Rio de Janeiro estão endividadas
21/09/2018 11:04 - IPCA-15 reduz alta a 0,09% em setembro, menor taxa em 12 anos por deflação de alimentos
20/09/2018 11:43 - Após duas quedas consecutivas, preço da cesta básica volta a crescer em Divinópolis
20/09/2018 11:35 - Consumidor segue desconfiado do futuro
20/09/2018 11:34 - SindiVarejista aponta aumento de 10,2% nas vendas em Campinas
20/09/2018 11:32 - Varejistas de S. Paulo mais pessimistas
19/09/2018 11:36 - Dia da Criança será do presente mais barato
19/09/2018 11:33 - Lojas começaram setembro em baixa

Veja mais >>>