Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Economia

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Economia

14/02/2018 11:25 - Vendas no varejo caem mais que o esperado em dezembro, mas sobem em 2017 após 2 anos

As vendas no varejo brasileiro registraram queda bem mais forte do que o esperado em dezembro, mas ainda assim terminaram 2017 com crescimento após dois anos de contrações, com destaque para os eletrodomésticos, sustentando a recuperação da atividade em ambiente de juros e inflação baixos.

 

Em dezembro, as vendas no varejo recuaram 1,5 por cento na comparação com o mês anterior, resultado mais fraco desde as perdas de 1,9 por cento em janeiro de 2016 e bem pior que a expectativa de recuo de 0,4 por cento em pesquisa da Reuters com analistas.

 

Sobre o mesmo período do ano anterior, o setor apresentou ganho de 3,3 por cento, ante expectativa dos economistas consultados de avanço de 4,7 por cento.

 

Mesmo assim, o setor fechou 2017 com alta de 2 por cento, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, depois de contrações de 4,3 e 6,2 por cento em 2015 e 2016, respectivamente.

 

O resultado é efeito da melhora do consumo após dois anos de recessão, mas ainda está longe de recuperar as perdas acumuladas de 10,2 por cento em 2015 e 2016.

 

"Teve ainda uma ambiente econômico mais favorável com recuperação da renda e do crédito, além de inflação e juros mais baixos. Foi um ano que fechou positivo, mas nem de longe repõe a perda de mais de 10 por cento dos últimos dois anos", disse a economista do IBGE Isabella Nunes.

 

Ela acrescentou ainda que a perda vista em dezembro veio por conta do resultado forte de novembro impulsionado pela Black Friday. "Tanto que os setores que mais subiram em novembro apresentaram queda em dezembro", disse a economista. Em novembro as vendas varejistas subiram 1 por cento.

 

Entre as atividades pesquisadas, segundo o IBGE, o destaque em 2017 foi a alta de 9,5 por cento de móveis e eletrodomésticos, com juros menores facilitando o crédito.

 

O aumento de 1,4 por cento nas vendas de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, também ajudou na retomada do setor no ano passado.

 

Ambas as atividades, entretanto, pressionaram o resultado de dezembro. Enquanto as vendas de supermercados caíram 3 por cento na comparação com novembro, as de móveis e eletrodomésticos recuaram 2,7 por cento.

 

No varejo ampliado, que incluem veículos e material de construção, as vendas caíram 0,8 por cento em dezembro sobre o mês anterior mas fecharam 2017 com alta de 4 por cento.

 

O comércio brasileiro iniciou 2018 com uma visão mais positiva sobre o quadro atual do país, o que levou a confiança do setor em janeiro ao maior nível desde julho de 2014, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

 

  

Fonte: DCI

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

23/02/2018 12:24 - Petrobras elevará diesel em 1,25% e gasolina em 0,2% a partir de sábado
23/02/2018 12:23 - Bolsa sobe pelo sétimo dia seguido e renova recorde histórico
23/02/2018 12:22 - Dólar segue influência externa e recua 0,52% ante o real
23/02/2018 12:16 - Se seguir com reformas, Brasil pode ter juro baixo e expansão sustentável
23/02/2018 12:14 - Previsão do Banco do Brasil é crescimento de 2,8% do PIB em 2018
23/02/2018 12:03 - Meirelles admite disputar Presidência contra Temer
23/02/2018 12:02 - Meirelles defende autonomia do BC
23/02/2018 12:02 - Reajuste de salários é mais um combustível para o consumo
23/02/2018 12:01 - Páscoa 2018 deve aumentar empregos nos setores de indústria e varejo
23/02/2018 11:56 - Projeto quer aumentar os impostos sobre bebidas ricas em açúcar

Veja mais >>>