Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Carnes / Peixes

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Carnes / Peixes

15/06/2018 11:50 - Bovinos e suínos devem crescer com câmbio

O abate de bovinos e suínos deve se beneficiar nos próximos trimestres da forte desvalorização cambial. O mercado de frango, por sua vez, terá dificuldades por conta da Operação Carne Fraca e da alta do preço do milho, principal insumo da atividade.

 

Segundo o indicador Abate de Animais, do Leite, do Couro e Produção de Ovos de Galinha, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta quinta-feira (14), o abate de bovinos atingiu 7,72 milhões de cabeças no primeiro trimestre, crescimento de 4,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Suínos, por sua vez, chegaram a 10,72 milhões, um avanço de 2,3% na mesma base de comparação.

 

Para o sócio-diretor da Macrosector Consultores, Fábio Silveira, o indicador do IBGE não reflete ainda a grande desvalorização recente do real. “No próximo trimestre, apesar dos efeitos da greve dos caminhoneiros, devemos ver números melhores”, afirma. O caso dos frangos, contudo, é mais complexo. O abate das aves nos três primeiros meses do ano teve uma queda de 1,2% em relação a igual intervalo de 2017.

 

Silveira credita a piora no segmento aos efeitos da terceira fase da Operação Carne Fraca, deflagrada em março deste ano, que teria como consequência o surgimento de uma espécie de teto informal para a produção de frangos no País. “A Carne Fraca colocou um teto para a produção de frango porque os avicultores já não encontram a mesma demanda no mercado internacional.”

 

Apesar do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, ter dito no ano passado que o efeito da Carne Fraca na balança comercial era “desprezível”, mais do que o fechamento de alguns países para as exportações brasileiras, Silveira destaca o dano à imagem dos produtores daqui como o principal impacto negativo. “Esse efeito de reputação não tem como recuperar tão rápido. Leva anos para ser superado”, avalia o consultor.

 

Além disso, Fábio Silveira destaca o efeito dos preços mais altos das commodities agrícolas como danoso aos avicultores. “Em que pese a desvalorização cambial, que ajudou as exportações de frango, a alta do milho e da soja atrapalhou os produtores”, conclui o especialista.

 

Fonte: DCI

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

18/09/2018 11:26 - Diretoria da ABCS debate o uso da ractopamina na suinocultura brasileira
18/09/2018 11:18 - Carne de frango: perspectivas de mais embarques no mês
18/09/2018 11:17 - Firmeza nos preços da carne bovina no atacado
17/09/2018 10:54 - Alta no preço de insumos reduz oferta de boi confinado no Oeste de SP
17/09/2018 10:53 - Mercado de suínos: melhora de preços no atacado
17/09/2018 10:49 - Desempenho do frango vivo na 2ª semana de setembro
17/09/2018 10:48 - 1º semestre: abates de frango recuam, mas não a produção
14/09/2018 11:12 - Carne bovina: margem do varejo caiu 6,8 pontos percentuais desde julho em São Paulo
14/09/2018 11:12 - Frango: Procura aumenta e eleva cotações
14/09/2018 11:11 - Frango vivo (SP) obtém novo reajuste, segundo da semana

Veja mais >>>