Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Bebidas

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Bebidas

09/10/2017 11:47 - Preço da cesta básica cai 0,38% em setembro na 2ª queda consecutiva no Vale

Os produtos que puxaram a queda foram o alho, a cebola, alface, couve e feijão.

 

Pelo segundo mês consecutivo, a cesta básica teve queda nos preços no Vale do Paraíba. A redução foi de 0,38%. Os produtos que tiveram as maiores reduções no custo foram o alho, alface, couve, cebola e feijão.

 

O levantamento é do Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais da Universidade de Taubaté (Nupes/Unitau), feito em quatro cidades - São José dos Campos, Taubaté, Caçapava e Campos do Jordão.

 

A cesta básica mais cara no mês passado foi a de Taubaté, em média R$ 3.154,61. A mais barata foi encontrada em São José dos Campos, com custo médio de R$ 3.129,27. O preço médio na região foi de R$ 3.134,75.

 

A retração no preço é reflexo da desaceleração da inflação em setembro. O IPCA variou 0,16%, menor que o índice de 0,19% em agosto, segundo o IBGE.

 

Somados os indicadores de agosto e setembro, a queda do preço da cesta básica no Vale do Paraíba foi de 0,6%. O último aumento foi em julho.

 

Produtos

 

O preço do alho caiu 14,7% e, segundo o Nupes, está relacionado ao aumento da oferta interna com as importações da China.

 

O alface caiu 12% e a couve 11%, sendo a retração nos preços causada pela maior oferta nas regiões produtoras, causada pela chegada da estação mais chuvosa.

 

A cebola também ficou mais barata - 12%. O motivo é a maior oferta no mercado com a chegada de uma nova safra e o crescimento das importações. O preço do feijão caiu 6% por causa da normalização da produção.

 

Na outra ponta, os produtos que tiveram os maiores aumentos foram a batata, laranja pêra e banana nanica. As altas variaram entre 8% e 12%.

 

Avaliação

 

Segundo o economista Edson Trajano, do Nupes, a tendência de queda nos preços deve ser mantida em outubro. "A tendência é de queda, acompanhando os indicadores da inflação. Apenas nos meses de novembro e dezembro que os preços sobem principalmente pela cadeia da carne, durante o período de festas". disse.

 

Ele recomenda que o consumidor evite fazer a compra do mês em um único estabelecimento. "Observamos que a diferença do preço entre os supermercados continua grande, principalmente no segmento de carne. É possível encontrar estabelecimentos com preços baixos, principalmente nas quartas-feiras, ms é importante observar a data de validade dos produtos, pois o vencimento próximo faz reduzir os preços”, concluiu Trajano.

 

Fonte: G1 Vale do Paraíba e região

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

10/07/2019 16:56 - Cerveja poderá ter leite e mel em sua composição
10/07/2019 16:47 - ICMS de alimentação e bebidas em bares será de 4% no Rio
08/07/2019 14:52 - Vinhos paulistas se destacam entre os melhores do Brasil
14/06/2019 11:19 - Como está o mercado cervejeiro no Brasil?
11/06/2019 12:16 - Garrafa de cerveja retornável volta a ganhar espaço no mercado Brasileiro
30/05/2019 11:58 - Ministério da Agricultura registra produtores de cachaça e aguardente
21/05/2019 11:30 - Clube de vinhos mira o varejo para crescer 15%
06/05/2019 10:54 - Cerveja puro malte cresce 81% em volume de consumo no Brasil
14/03/2019 11:22 - Por que bebemos tão pouco vinho?
08/03/2019 14:31 - Consumo de refrigerantes só deve apresentar recuperação em 2020

Veja mais >>>