Notícias do setor
Economia
Jurídico
Tecnologia
Marketing
Bebidas
Carnes / Peixes
Notícias Abras
Geral
Redes de Supermercados
Sustentabilidade
 
Você está em:
  • Notícias do setor »
  • Geral

Notícias do setor - Clipping dos principais jornais e revistas do Brasil

RSS Geral

28/12/2018 11:36 - Leite cai no 2º/s anulando alta de 50% até agosto, com 2019 apontando maior demanda

Com um ano atípico para a cadeia do leite em virtude da greve dos caminhoneiros, as referências se valorizaram até o mês de agosto acumulando uma alta de 50%. No entanto, a tendência para o próximo ano é que a forte demanda eleve as cotações.

 

De acordo com a pesquisadora do Cepea, Natália Grigol, a crise dos últimos dois anos e a estagnação econômica prejudica o consumo de lácteos. “Ao contrário das outras proteínas, o leite tem a produção totalmente voltada para o mercado interno. Então, estamos esperando que o próximo ano traga o aumento do consumo e é um cenário que nós estamos traçando”, afirma.

 

No auge da crise econômica em 2017, os patamares de preços chegaram ficar muito baixos que influenciou muitos produtores rurais a saírem da atividade. “O que ficaram estão mais receosos com relação aos investimentos. Nós tivemos problemas com a demanda, mas a oferta limitada foi mais forte neste ano”, comenta.

 

Após a greve dos caminhoneiros com a oferta restrita, as referências foram se valorizando até agosto em mais de 50% no acumulado. “A receita do produtor conseguiu dar um salto e aumentou bastante, porém é preciso lembrar que essa rentabilidade não cobriu os prejuízos de 2017”, diz.

 

Desde setembro, os preços do leite estão em queda e a expectativa é que continue com esse cenário por conta de entressafra. “Nós esperamos queda nas cotações até fevereiro e dependendo das condições climáticas até março. Entretanto, a perspectiva para o começo do ano é um pouco mais positiva se comparada com os anos anteriores”, destaca.

 

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estado que mais produz leite é Minas Gerais em que 27% da captação nacional vem da localidade. “Dentro do estado tem o triângulo mineiro e o sudoeste mineiro que acabando tendo preços mais elevados do que as outras regiões por conta da competição entre os lacticínios”, aponta.

 

Em contrapartida, a região sul do país tem avançado muito em produção e produtividade. “Nas bacias do sul, nós vemos uma evolução muito mais consistente do que a mineira. Desde 2014, o sul produz o maior volume do leite do país”, completa.

 

Por: Giovanni Lorenzon e Andressa Simão

 

Fonte: Notícias Agrícolas

 

 

Enviar para um amigo
Envie para um amigo
[x]
Seu nome:
E-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Comentário
 

 

Veja mais >>>

18/01/2019 14:17 - Recém-chegada às prateleiras, água micelar se torna queridinha das brasileiras
18/01/2019 12:11 - Ovo: evolução de preços frente ao custo e à inflação
18/01/2019 12:09 - Calor faz aparelhos de ar condicionado e ventiladores sumirem das lojas
18/01/2019 12:08 - Sete a cada dez consumidores acreditam que diversidade ainda está longe das campanhas
18/01/2019 12:05 - Marcas próprias deixam de ser opção só na crise e conquistam brasileiros
17/01/2019 17:52 - Novo rótulo é estudado por instituições ligadas ao setor de alimentos e bebidas
17/01/2019 11:48 - Custos de Produção do agronegócio registraram alta superior a 9% em 2018
16/01/2019 11:41 - Cadeia do leite e pequenos empresários sofrem mais
16/01/2019 11:38 - Safra menor e real valorizado geram tendência de alta nos preços do café
15/01/2019 14:19 - Reajuste no mercado de ovos alcançou apenas os vermelhos

Veja mais >>>